CÂNCER DE MAMA

Iniciado o mês de Outubro já vemos em muitos lugares a campanha Outubro Rosa. Saiba mais sobre o câncer de mama neste artigo que preparei a vocês.

O câncer é uma doença causada pela multiplicação desordenada de células, que pode acontecer em diversos órgãos do nosso corpo. Esse processo gera células anormais que se multiplicam rapidamente, formando um tumor. 

Em relação à mama, existem vários tipos de câncer, por isso a doença pode evoluir de modo diferente em cada pessoa, às vezes se desenvolver mais rapidamente, às vezes mais devagar. Esse comportamento se deve à característica própria de cada tumor. 

Números: 

Estima-se que no ano de 2020 teremos no Brasil 66.280 novos casos diagnosticados da doença. (Fonte: INCA).

Fatores de risco: 

O câncer não tem somente uma causa. O de mama não é diferente, veja as características que elevam o risco de ter este problema:

– Idade: 80% dos casos acontecem após os 50 anos.

– Ambientais e comportamentais: Obesidade e sobrepeso, sedentarismo, consumo de bebida alcoólica, exposição frequente a radiações ionizantes (Raios-X).

– Fatores da história reprodutiva e hormonal: primeira menstruação antes dos 12 anos, não ter tido filhos, primeira gestação após os 30 anos, menopausa após os 55 anos, uso de contraceptivos hormonais de dosagens elevadas e reposição hormonal.

– Fatores genéticos e hereditários: história familiar de câncer de ovário, casos de câncer de mama precoce antes dos 50 anos na família, histórico familiar de câncer de mama em homens, alteração genética nos genes BRCA1 e BRCA2.

Tem como evitar?

Sim. Uma parcela dos tumores poderia ser evitada com hábitos de vida saudável. Veja atitudes que você pode tomar a partir de hoje.

  • Evitar a obesidade, através de dieta equilibrada e prática regular de exercícios físicos. É uma recomendação básica para prevenir o câncer de mama, já que o excesso de peso aumenta o risco de desenvolver a doença. 
  • Evitar a ingestão de álcool, mesmo em quantidade moderada. 
  • Ainda não há certeza da associação do uso de pílulas anticoncepcionais com o aumento do risco para o câncer de mama. Podem estar mais predispostas a ter a doença mulheres que usaram contraceptivos orais de dosagens elevadas de estrogênio, que fizeram uso da medicação por longo período e as que usaram anticoncepcional em idade precoce, antes da primeira gravidez.

A prevenção primária dessa neoplasia ainda não é totalmente possível devido à variação dos fatores de risco e as características genéticas que estão envolvidas na sua e origem.

Sinais e sintomas:

Qualquer tipo de alteração na mama como presença de nódulos endurecidos, alteração na textura da pele ou formato das papilas deve ser avaliada pelo seu ginecologista. 

Exame de rastreio:

A mamografia é o exame indicado para rastreio do câncer de mama. Isso quer dizer que ela auxilia no diagnóstico precoce, de nódulos que ainda nem palpáveis são. A ideia é sempre descobrir a doença o quanto antes, para aumentar a chance de tratamento e de cura.

A Sociedade Brasileira de Mastologia recomenda que o exame seja feito por mulheres anualmente após os 40 anos, mas o protocolo pelo SUS preconiza o rastreio a mulheres após os 50 anos, a cada 2 anos.

O exame de ultrassom também pode ser realizado em alguns casos, em que a mamografia é inconclusiva, por indicação médica e para auxílio nas biópsias. Não é um exame que substitui a mamografia, e também não está indicado como uma rotina a fim de prevenção.

O autoexame:

Deve ser entendido como uma forma de promover o autoconhecimento, e nunca para substituir as consultas e exames médicos.
Como fazer? Uma vez por mês, preferencialmente após a menstruação, observar ao espelho ambas as mamas. Procurar por alterações na textura, formato, assimetria diferente do seu habitual. Levantar e abaixar os braços algumas vezes, observando as mamas. Depois, realizar a palpação em movimentos circulares, da axila à papila. Em caso de dúvida, consulte sua ginecologista.

Outubro Rosa: 

É a campanha de conscientização para alertar as mulheres e a sociedade sobre a importância da prevenção e do diagnóstico precoce do câncer de mama e mais recentemente, sobre o câncer de colo de útero.

Seguem alguns links para maiores informações:

https://www.inca.gov.br/tipos-de-cancer/cancer-de-mama

https://www.sbmastologia.com.br/cancer-de-mama/

https://www.sogesp.com.br/canal-saude-mulher/

E você, está em dia com seu exame de rastreio para o câncer de mama?
Agende ainda para 2020 a sua consulta com a sua ginecologista e coloque sua saúde em ordem.
O mês é de conscientização para as mamas, mas o cuidado com a saúde tem de ser o ano todo. 

Siga também pelo Instagram, todos os dias coloco caixinha de perguntas para tirar dúvidas de ginecologia. https://www.instagram.com/dra.anacarolgandolpho/

Cuide-se e conte comigo!

Pesquise aqui

Compartilhe

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email