TERAPIA DE REPOSIÇÃO HORMONAL PÓS MENOPAUSA

A expectativa de vida para mulheres em 1970, há apenas 50 anos, era de 54,6 anos. Meninas que nascem hoje em 2020 têm a expectativa de viver até os 76,7 anos. Isso quer dizer que viverá em torno de 30 anos após a menopausa. A questão é: como vai passar esse tempo?

É um assunto razoavelmente novo para a medicina, tem menos de 100 anos, já que antes as pessoas não viviam tanto após os 50, e assim a medicina não teve tempo de explicitar à população todas as consequências da menopausa. Sabe-se, no entanto, que a menopausa é tão natural quanto o envelhecimento, mas não tão saudável quanto você pensa.

O estrogênio produzido pelos ovários é muito importante para manutenção de massa óssea e também pelo perfil metabólico equilibrado da mulher, que confere menor risco cardiovascular (menos chance de infarto e AVC) em comparação com os homens. Além disso, atua em diversas funções cerebrais modulando ação de receptores como da dopamina, serotonina, e confere efeito neuroprotetor. Pelas suas ações cerebrais, a falta do estrogênio pode resultar em perda de memória, alterações do humor, tendência à sintomas depressivos, alterações do sono, das funções sexuais e também ocasiona as ondas de calor pelo desequilíbrio do centro termorregulador.

Não é de surpreender que a menopausa não tratada seja um fator de risco para tantos inconvenientes e declínio da saúde. Por que então até hoje muitas pessoas não fazem reposição hormonal?

Desinformação. As medicações usadas atualmente promovem benefícios muito maiores que seus riscos, e para que se consiga aproveitamento máximo deve ser bem indicada no momento certo pelo ginecologista. Quanto mais tempo de menopausa sem tratamento, menos benefícios teremos com a reposição hormonal.

O assunto é extenso e teremos que voltar a conversar para mais detalhes. O recado principal que quero deixar é não se deixe levar por medos infundados. Terapia de Reposição Hormonal não é partido político para ser contra ou a favor. É um tratamento que melhora sobrevida, e qualidade de vida. Muitas mulheres optam pelo natural e têm consequências ruins que poderiam ser evitadas.

Converse com sua ginecologista.

Pesquise aqui

Compartilhe

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email