MENOPAUSA

O que é menopausa?

É a data que marca o fim do período fértil da vida da mulher. É o momento em que se esgotam as reservas ovarianas e a produção de seus hormônios decai. É a principal fonte de estrogênio na mulher, e uma vez cessada sua produção, algumas alterações começam a aparecer. Ocorre entre 45 e 55 anos e é marcada por 12 meses sem menstruar, excluindo-se outras causas.

Quais os sintomas?

As ondas de calor são os sintomas principais. São momentos curtos em que há elevação da temperatura em tronco e face, causando sudorese e desconforto. Duram poucos minutos, e são seguidos de sudorese fria. Ao longo do dia incomodam, e a noite podem causar insônia e agitação do sono.

Outros sintomas são: ressecamento vaginal, dificuldade de lubrificação, diminuição da elasticidade da vagina. São sintomas locais da queda do estrogênio. Acompanham: dor ou desconforto na relação sexual, aumento no número de infecções urinárias, e perda do tônus da musculatura do assoalho pélvico, podendo levar à incontinência urinária. 

Há também sintomas cognitivos, como perda de memória, irritabilidade, insônia, queda da libido, tendência à sintomas depressivos, podendo atrapalhar, e muito, a qualidade de vida da mulher.

Há riscos da menopausa?

A menopausa não tratada leva à modificação do perfil lipídico e aumento do risco cardiovascular. O estrogênio era um fator protetor, e agora sem ele ocorre aumento de risco de doença coronariana e de infarto, que ainda são a maior causa de morte em todo o mundo. Há também a progressão para osteoporose, e consequentemente aumento do risco de fraturas, naquelas que têm essa predisposição.

Como tratar?

A Terapia de Reposição Hormonal (TRH) é o tratamento mais eficaz, tanto na redução dos sintomas, prevenção da osteoporose e do aumento do risco cardiovascular. Está indicada nos primeiros anos de menopausa, quando os benefícios são maiores. Mulheres que têm útero necessitam além do estrogênio, do progestagênio para proteção endometrial. Mulheres já histerectomizadas (retirada cirúrgica do útero) precisam apenas do estrogênio.

O que vai melhorar com a TRH?

Depende dos sintomas que você apresenta. A melhora mais visível é das ondas de calor, insônia e irritabilidade. A libido é multifatorial, não se trata exclusivamente com hormônios, e o ressecamento vaginal uma vez instalado, talvez precise de ação local com cremes ou procedimentos.

Quem não pode fazer TRH?

Mulheres que tiveram qualquer tipo de câncer hormônio-dependente, como o de mama, e também as que apresentaram qualquer evento tromboembólico como trombose ou infarto. Os estudos com medicações mais antigas mostraram um aumento do número de casos de câncer de mama entre as mulheres que fizeram reposição hormonal. Foi de 0,3% entre as mulheres que não trataram, para 0,38% entre as mulheres que fizeram TRH. O risco só sofreu aumento nos casos de mulheres que usaram estrogênio + progestagênio. As mulheres que não têm mais útero não utilizam progestagênio e têm redução do seu risco de câncer de mama com a reposição hormonal.

E se eu optar por não fazer a Reposição Hormonal?

É uma decisão pessoal, você pode querer não tratar. Apesar de menos eficazes no alívio dos sintomas, os fitoterápicos são bem aceitos por mulheres que não querem ou não podem usar hormônios.

Para o tratamento da Síndrome Genitourinária da Menopausa, decorrente do ressecamento e atrofia da mucosa vaginal, recomenda-se o tratamento local com creme de estrogênio (que tem ação somente local), ou procedimento como laser vaginal.

O que é laser vaginal?

Existem tecnologias como o laser e semelhantes a ele que causam pequenas agressões na mucosa, por temperatura, luz ou energia pulsada, com o objetivo de estímulo à produção de colágeno local. São procedimentos realizados por ginecologista, em consultório médico, com anestesia tópica, em no mínimo 3 sessões com intervalo de 30 dias. A consequência deste tratamento é o retorno do conforto na relação sexual, melhora da lubrificação e do tônus. Casos de incontinência urinária leve e desconforto miccional também apresentam melhora com este tratamento.

O que é rejuvenescimento íntimo?

São os procedimentos realizados na região íntima feminina com o intuito de melhora estética ou funcional local. Além da melhoria da mucosa, promovem clareamento da vulva e melhora do tônus dos grandes lábios.

Há algum cuidado ou sinal de alerta na menopausa?

Sim, há de se cuidar da sua saúde sempre. Os exames de rotina não importantes para prevenção de doenças, ou mesmo diagnóstico precoce. A visita ao ginecologista deve ser anual, ou antes se você palpar alterações na mama ou apresentar sangramento vaginal. Não é normal menstruar depois da menopausa.

Os cuidados com a saúde são gerais: alimentação saudável com poucos produtos industrializados, baixo consumo de carboidratos e álcool, e rica em vegetais, ajuda a evitar doenças. Não se esqueça de tomar água, é fundamental para o funcionamento do intestino, rins e cérebro! E por fim, mas não menos importante, atividade física. Recomenda-se a musculação ou exercícios de resistência, para manutenção da massa magra, da massa óssea, e da sua autonomia. Um corpo mais forte e funcional te mantém saudável e independente por mais tempo.

Cuide-se! Menopausa não é o fim. É o começo de uma nova fase da vida.

Pesquise aqui

Compartilhe

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email