TUDO SOBRE DIU DE COBRE EM 15 PERGUNTAS

  1. O que é DIU?

DIU é a sigla para Dispositivo Intra Uterino, que é um aparelho de plástico recoberto de cobre, que será colocado dentro do útero com o objetivo de evitar gravidez.

  1. Como é a inserção?

É feita no consultório médico, pela ginecologista, parece uma coleta de papanicolaou, costuma levar de 5 a 10 minutos, no máximo. A inserção pode ser feita com anestesia local para melhor conforto.

  1. Dói?

Geralmente o incômodo é semelhante à cólica menstrual. A tolerância varia bastante, tem mulheres que não sentem nada, outras sentem uma cólica mais forte. O nervosismo é que costuma atrapalhar bastante. Melhor coisa: vá tranquila.

  1. Quanto tempo dura?

Depende do DIU colocado. Tem DIUs de 3 a 10 anos.

  1. Qual a eficácia?

Mais de 99%. A taxa de falha é de 0,5% ao ano, o que quer dizer que a cada 200 mulheres usando DIU de cobre, ao final de um ano uma poderá estar grávida. Não existe método 100% eficaz.

  1. Como fica meu ciclo?

Sua menstruação virá naturalmente, sem interferências pelo DIU. Diu de cobre NÃO contém hormônios, não interfere nas datas da sua menstruação. Pode ocorrer aumento do fluxo e das cólicas, mas costuma melhorar após a adaptação (3 meses).

  1. Engorda?

Não. Não contém nenhum tipo de hormônio, não interfere no peso.

  1. Como fica a libido?

O DIU não tem nenhuma interferência na libido.

  1. Tem algum risco?

Existem alguns riscos muito baixos e muito raros: 

– expulsão do DIU (risco de 2 a 4%): quando o DIU se desloca e não fica completamente dentro da cavidade uterina, fica em posição mais baixa, no colo uterino. Neste caso ele deve ser retirado, pois não está sendo eficaz. O diu retirado é perdido, não se pode utilizar novamente.

– perfuração uterina (risco 0,1%): quando o diu entra parcialmente ou ultrapassa o músculo uterino. Mais frequente em inserção sob sedação.

– gestação (risco 0,5%): em caso de atraso da menstruação um teste deve ser feito. Se positivo, sempre que possível o DIU deve ser retirado.

  1.  Tem alguma manutenção?

Depois de colocar o DIU será solicitado uma ultrassonografia transvaginal para avaliar a posição que o DIU se adaptou dentro do útero. Uma vez por ano a sua ginecologista irá fazer este pedido. Recomenda-se também, que após o término de cada menstruação, durante o banho, você faça o autoexame, e tente tocar nos fios do DIU (por dentro da vagina). Caso sinta algo diferente, deve procurar atendimento médico.

  1. Nunca tive filhos, posso colocar?

Sim, os DIUs são recomendados inclusive para adolescentes, por ser um método de longa duração e alta eficácia. Mulheres que nunca tiveram filhos também podem usar.

  1.  Existe possibilidade de não dar certo a inserção?

A maioria das mulheres tem a medida da cavidade uterina (chamada histerometria) em torno de 7cm. Para inserção de DIU recomenda-se que essa medida seja pelo menos 5,5cm para o mini DIU, e 6cm para os demais dispositivos. Se no dia da inserção a medida do seu útero for menor, não será inserido.

  1. Tenho muita cólica, posso usar o DIU de cobre?

Poder pode, mas suas cólicas não vão melhorar, e inclusive podem piorar no início. Talvez para você seja mais interessante pensar no DIU Hormonal.

  1.  Meu parceiro vai perceber que eu uso DIU?

O DIU bem posicionado não incomoda em nada na relação sexual. A parte do DIU que fica por dentro da vagina é apenas o fio, que é bem fino e flexível, não costuma ser percebido.

  1. E se eu não me adaptar?

É só agendar uma consulta e retirar. Sem problemas. Sua fertilidade está mantida, e no próximo mês seu ciclo retornará ao seu normal e você já pode engravidar.

  • Bônus: O que chamam de DIU de prata é o DIU que combina cobre e prata (é o penúltimo na foto ali em cima) e tem a duração de 5 anos. Não há diferença quanto à indicação, eficácia, interferência no ciclo menstrual e forma de manutenção.

Ficou com alguma dúvida?
Entre em contato comigo!

Pesquise aqui

Compartilhe

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email